31-Agoto-2017

/

Notícias

ACISO PROMOVE FÁTIMA NA COREIA DO SUL

A ACISO – Associação Empresarial de Ourém Fátima organiza uma missão empresarial à Coreia do Sul nos próximos dias 7 e 8 de setembro, com a participação de 13 empresas portuguesas.

 Esta missão, que conta com o apoio da AICEP, do Turismo de Portugal e da Agência Regional de Promoção Turística Centro, inclui a realização de um Workshop destinado a profissionais do setor do Turismo, membros da Igreja e organizadores de viagens de peregrinação, no qual as empresas do concelho de Ourém irão ter a oportunidade de contactar com operadores turísticos e agentes do setor. A ACISO já tem a confirmação da participação de 85 coreanos no Workshop. 

 “A promoção de Portugal enquanto destino de turismo religioso e a região de Fátima em particular, junto dos vários mercados internacionais, é uma das prioridades da ACISO e uma das apostas para este ano. Neste sentido, iremos estar na Coreia do Sul na próxima semana, uma vez que este é o terceiro mercado internacional de Fátima (dados do INE de 2015), ultrapassando as 40 mil noites. Para este ano, estimamos que este mercado represente 60 mil noites”, refere Domingos Neves, presidente da Associação.

 A ACISO irá ainda promover Fátima num seminário que contará com as presenças da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho; Pedro Machado, presidente da ARPT Centro e Domingos Neves, presidente da ACISO; bem como alguns oradores coreanos que irão partilhar a sua experiência junto do mercado português.

 Durante o seminário será também apresentado, pela primeira vez, um filme em realidade virtual 360º sobre Fátima e alguns dos momentos mais emblemáticos, nomeadamente a Procissão de Velas e a Procissão do Adeus. O visionamento local conta com o apoio da Samsung, que disponibilizará óculos realidade virtual e smartphones.

A ACISO irá ainda lançar o Diretório de Turismo Religioso do Centro de Portugal, em formato digital, produzido pela ACISO, com o apoio do Turismo do Centro de Portugal. “Este diretório não pretende ser um levantamento do património religioso, nem um guia turístico, mas um levantamento de empresas que operam na área – é, portanto, um diretório empresarial para distribuição junto de operadores especializados”, explica Domingos Neves.  

 Esta iniciativa conta ainda com o apoio da TAP Air Portugal, Emirates e British Airways.

Partilhar esta Notícia